III Edição Lisboa Physio Golf Cup

Standard

3ª Edição Lisboa Physio Golf Cup – 2011

Realizou-se no dia 21 de Maio de 2011 a terceira edição do Lisboa Physio Golf Cup, um torneio anual realizado na Aldeia dos Capuchos e organizado pela Lisboa Physio.

O torneio foi em formato de shot-gun com início às 9h00 horas, sendo a modalidade escolhida pela organização stroke-play das marcas brancas de forma a proporcionar uma enorme competição entre os participantes.

Com um dia fantástico para a prática de golfe, com pouco vento e temperaturas a rondarem os 20º, os jogadores mantiveram a boa disposição e a competitividade.

De salientar que o Clube de Golfe da Aldeia dos Capuchos apresentou o campo de forma excelente, que foi apreciado por todos os participantes.

Tendo todos os participantes terminado as duas voltas ao campo (9+9), o vencedor foi Carlos Alberto Guerreiro que cumpriu o par do campo (58 pancadas), apesar de ter estado com 2 pancadas abaixo do par quando só faltavam 4 buracos. Assim, o vencedor deixou o segundo classificado António Figueiredo a 7 pancadas (65 pancadas), ganhando o desempate pelo handicap mais alto para o terceiro classificado Bento Louro (vencedor do torneio em 2010).

Na categoria Net, bastante renhida, com quatro jogadores com 54 pancadas Net, o critério de desempate pelo handicap mais baixo, deu a vitória a Carlos Alberto Guerreiro, seguido de António Figueiredo, Manuel Calçada e Virgílio Borges.

Quanto à categoria de Golfe Adaptado, o vencedor foi André Caldeira, jogador da Selecção Nacional de Golfe para Surdos, com 91 pancadas, ganhando ao segundo classificado Rui Lourenço, jogador bi-amputado dos membros inferiores, que fez o seu primeiro torneio.   

Houve ainda 7 prémios Nearest to the Pin, o que proporcionou ainda mais emoção no decorrer do jogo.

Este torneio teve o apoio da agência de viagens Vencituris, da Pinalta, da Miaki Card, drivingrangeweb, e claro, do Clube de Golfe da Aldeia dos Capuchos.

Carlos Alberto Guerreiro – Vencedor Gross

 

António Figueiredo – 2º Classificado Gross

 

André Caldeira – Vencedor Categoria de Golfe Adaptado

 

Rui Lourenço – 2º Classificado na Categoria de Golfe Adaptado

Mais fotografias em: https://picasaweb.google.com/103366159665338037665/IIILisboaPhysioGolfCup?authkey=Gv1sRgCNSmmKDesNj3SA&feat=directlink

Aulas de Golfe em Lisboa – Golfe da Belavista

Standard

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para a iniciação, aprendizagem e aperfeiçoamento do golfe, apresento-lhe várias alternativas. Nas aulas fornecemos o material. Se é principiante não se preocupe com o vestuário, basta uma roupa confortável e que permita mobilidade e uns ténis ou sapatos de vela. No entanto, e devido ao código de vestir nos campos de golfe, as calças de ganga, fatos de treino, calções curtos e t-shirts são desapropriados.

Programa de Iniciação ao Golfe (10 aulas)

Este tipo de aulas de grupo é essencialmente dirigido a pessoas que pretendem os primeiros contactos com o golfe. Tem como objectivo transmitir uma ideia básica do golfe, abrangendo as principais técnicas do “swing”, algumas regras e normas de etiqueta.

 Resumo do programa:

  • Princípios fundamentais do “swing”;
  • Pega, postura e “stance”;
  • Introdução ao jogo curto e médio;
  • Noções de regras e normas de etiqueta;

Programa de aperfeiçoamento:

Este tipo de programa é destinado para quem já tem alguma experiência de golfe e pretende aperfeiçoar a sua técnica. Tem como objectivo o aperfeiçoamento das técnicas de swing, abrangendo com mais detalhe todos os aspectos do mesmo e uma primeira experiência no campo de golfe.

 Resumo do programa:

  • Princípios fundamentais do “swing”;
  • Aperfeiçoamento do jogo curto, médio e comprido;
  • Revisão de regras e normas de etiqueta;
  • 1 aula de campo;

Curso de Certificado de Handicap

Este curso é destinado para quem conta já com alguma experiência no golfe e queira iniciar-se no jogo no campo que é obrigatório o certificado de handicap. Este curso tem como objectivo a consolidação dos conhecimentos técnicos, regras de jogo e normas de etiqueta utilizados no campo de golfe.

 Resumo do programa:

  • Aperfeiçoamento do jogo curto, médio e comprido;
  • Estratégia de jogo;
  • Revisão de regras e normas de etiqueta;

Programa Competitivo:

Este tipo de programa é destinado aos jogadores que já competem e que querem melhorar os seus resultados.

 Resumo do programa:

  • Análise e correcção do “swing”;
  • Implementação de programa de treino;
  • Estratégia de jogo;
  • Como analisar o próprio jogo através de estatística;
  • Ensino de técnicas especiais de “full-swing” (Fade, Draw, shot alto e baixo, …);
  • Ensino de técnicas especiais de bunker e de jogo curto (bola enterrada, lob shot, …);
  • Avaliação física específica para o golfe e implementação de um plano de preparação física no golfe;
  • Warm-up e Cool-down para o golfe;
  • Psicologia e estratégias de concentração para o golfe;
  • Aconselhamento sobre nutrição pré e pós competitiva;

Golfe Adaptado:

Este tipo de programa é destinado às pessoas que tem algum tipo de incapacidade física ou mental, desde pessoas que sofreram um acidente vascular cerebral, uma amputação, lesão medular, a pessoas amblíopes ou cegas, e outro tipo de incapacidade, quer seja adquirida ou inata.  

A aprendizagem começa desde o hospital, clínica ou centro de recuperação, passando pelo driving range, terminando no campo propriamente dito.

Treinador: Carlos Louro Guerreiro

Tabela de preços

Posição da bola

Standard

A bola deverá ser colocada entre as pernas do golfista à frente do mesmo de maneira que com a grip correctamente feita e a cabeça do taco apoiada no chão e imedatamente antes da bola a lâmina do taco fique paralela ao chão.
Para uma tacada normal, ou seja, de saída do tee ou no fairway, a bola deverá ficar posicionada ligeiramente à frente do meio das pernas indo diminuindo essa distância conforme o taco é mais longo, por exemplo:
Com um taco 7 ( tacada para cerca de 130m), o jogador deverá posicionar a bola no meio das pernas ou muito ligeiramente à frente. Com o Drive ou madeira a bola deve ficar mais perto do calcanhar do pé que está mais perto do alvo.

posicionamento.jpg

Postura e Stance

Standard

Quanto à postura a ter perante o taco e a bola, deverá ser uma postura atlética, como a de alguém que se prepara para dar um mergulho numa piscina ou que vai dar um salto para a frente.
As pernas devem estar abertas de modo que os pés fiquem alinhados com os ombros. As pernas ligeiramente flectidas, o peso mais concentrado na parte da frente dos pés (ante-pé) e costas direitas.

A pega (grip)

Standard

A forma como se pega no taco é determinante para uma boa prática do golfe. É o seu correcto manuseamento que determina a direccionalidade de uma bola e o seu consequente sucesso. E como se deve agarrar correctamente o taco?

1º  a colocação do taco na mão esquerda (ou direita, se o jogador(a) for esquerdino(a)) deve obedecer a uma determinada doutrina, que defende que a posição dos dedos polegar e indicador deve originar uma linha entre estes com direcção ao ombro direito (para destros), no entanto a prática e o ensino insinuam um método mais simples, mais prático. Esse método implica a natural predisposição da pessoa em agarrar um objecto. Ou seja, a mão esquerda (ou direita, conforme a preferência), aquela que primeiramente agarra a pega, deve colocar-se de forma relaxada, sem forçar uma posição específica; costuma-se, inclusive, adoptar o sistema da mão no bolso, ou seja, a forma como colocamos a mão no bolso e a consequente posição do braço, deve ser adoptada na forma como se pega inicialmente o taco.
O individuo que pega no taco deve sentir o pulso solto, capaz de executar livremente qualquer movimento com o taco.
No entanto, as referências a seguir serão sempre a posição dos dois dedos (o polegar e indicador), que originam um “V”, direccionados ao ombro oposto e os dois nós e meio da mão que segura a pega visíveis.

2º A mão direita (ou esquerda, conforme a preferência), é aquela que atribui direccionalidade à tacada, no momento de impacto ela deve estar posicionada de forma a atribuir direcção à tacada e consequentemente à bola.
Independentemente da forma como colocamos a mão sobre o taco, esteja ela entrelaçada com a outra (esquerda ou direita conforme a preferência) ou sobreposta, ela deve invariavelmente estar posicionada com os dois dedos, polegar e indicador, de forma a sugerir a direcção do ombro do mesmo lado, ao mesmo tempo devemos conseguir observar um nó, um nó e meio, da mesma mão.
A forma mais simples de entender o abraçar desta mão com o taco será imaginar que estamos a cumprimentar de mão estendida alguém, e dessa mesma forma, sempre com a palma da mão direccionada para o alvo, cumprimentamos o taco.

Desta forma estará garantida, pelo menos ao nível da pega, o correcto e bem sucedido, manuseamento do taco.

A pega é algo que deverá ter sempre a atenção de corrigir. Volte a fazer o grip correctamente a cada tacada, de forma a não criar maus vícios.  

Etiqueta no Golfe

Standard

A etiqueta no campo de golfe é bastante importante, sendo ela apresentada na primeira secção das Regras de Golfe.
Estas normas respeitam a cortesia no campo, a prioridade dos jogadores no campo e os cuidados a ter com o campo.
Vejamos algumas dessas regras que fazem parte da tradição do golfe e são indispensáveis à manutenção da segurança dos jogadores no campo:

1. Cortesia no campo:
• Não se mexa, fale ou esteja perto ou directamente atrás do jogador que está a jogar uma bola;
• Não jogue senão quando o grupo da frente estiver fora de alcance;
• Jogue sempre sem demora. Saia do green logo que todos os jogadores do seu grupo terminarem o buraco;
• Convide os jogadores mais rápidos a passarem à sua frente.

2. Prioridade no campo:
• Na ausência de regras especiais, as partidas de duas bolas têm prioridade e direito a passar qualquer partida de três e quatro bolas;
• Um jogador sozinho não tem qualquer prioridade no campo e deve dar passagem a todas as partidas;
• Qualquer partida que joga uma volta completa tem direito a passar outra que joga só parte da volta.
3. Cuidados com o campo:
• Reponha os “divots” (pedaços de relva arrancada durante a tacada) e alise as pegadas os obstáculos de areia (“bunkers”);
• Repare os “pitch mark” de bolas nos greens;
• Não pise na linha de putt de outro jogador.;
• Não coloque o saco de golfe no green;
• Reponha cuidadosamente a bandeira na posição vertical;
• Deixe o campo no estado em que gostaria de o encontrar.